Início
Quem somos
Notícias
Fotos no Picasa
Fotos no Picasa 1
Fotos no Picasa 2
Fotos no Picasa 3
Blotequim
Fórum
Dicionário do Mar
Cachacinhas
Regras da Casa
Classificados
Links
Contato
 

 FeedRSS ExcerptsRSS 0.91 FeedRSS 1.0 FeedRSS 2.0 Feed
 
O HORN FICOU PARA TRÁS...ELA CONSEGUIU...E NÓS TAMBÉM !!! Imprimir E-mail
Por Marcos Lobo   
28 de janeiro de 2014

Foto: Izabel Pimentel

"Um presente para você. A aproximação em linha reta hahaha"


No dia anterior enquanto eu passava a previsão de tempo para a Izabel ela me deu sua posição, em coordenadas, e disse:

"Rumo em linha reta", estávamos falando sobre a aproximação ao Cabo Horn. Na minha cabeça pensei logo numa proa 90º. Tracei o rumo e, apavorado, respondi: Bel, você vai passar 30 milhas abaixo !!! Vale, mas você não vai ver o Cabo, porra !!!

Sua resposta foi imediata, brincando e confiante disse: "Burrinho, linha reta ao Cabo"...Rimos e aí a ficha caiu. Izabel estava a menos de 50 milhas de se tornar a primeira navegadora brasileira, da América do Sul, a contornar o mítico e apavorante ponto que caracteriza um dos mais, se não 
o mais, temido mar do planeta. Como dizem: O Everest da vela mundial.

A previsão indicava tempo razoavelmente tranquilo, ventos de 15 nós e ondas de 3 a 4 metros...O dia foi de expectativa e durante umas 10 horas mantive uma conversa quase que constante com ela no barco, a conta do Iridium que se danasse. Precavido eu havia dado uma carga na véspera, a
terceira do mês e olhem que ainda era dia 21 de janeiro....
 
21h02 - 21/1/14 - 37º DIA desde a partida da Ilha de Páscoa:
"...PASSEI..."
 
Não lembro se chorei, se tremi, mas o alívio foi grande, o orgulho maior, e revivi os quase 8 anos de relacionamento com a Izabel e, é claro, com o Boteco1.
Lembrei de todos que ajudaram, que incentivaram, que criticaram. Lembrei daqueles, e não foram poucos, que me ajudaram de verdade a ajudá-la dando dicas, ensinando-me, corrigindo-me... Lembrei daqueles que, em diversas ocasiões, ficavam preocupados... Lembrei da situação crítica na casa do Grilo, quando a Bel falou que tinha tombado o barco duas vezes naquele dia e as previsões ainda indicavam porranca brava. Todos que estavam lá deram opiniões, sugestões e o clima de apreensão ficou no ar...

Ondas 12 metros...Ventinho: 50 nós...dois, três dias...
 
Lembrei da capotagem no Pacífico, antes da "fugida" para Páscoa, quando de novo todo o Boteco1 ficou mobilizado.
Lembrei das cotizações, "rachunchos" que fizemos, e, tenho certeza ainda vamos fazer pois ela sempre vai precisar.
Enfim... lembrei do Boteco1 e lembrei que ela lembra disso tudo... não tenham dúvidas.

A euforia passou, o Horn ficou para trás, e já me vi preocupado de novo pensando no Estreito de Beagle. A cabeça entra em parafuso e você lembra que lá há trechos com menos de 1 milha de largura, lembra que lá os ventos brincam com aqueles que se atrevem a atravessá-lo, lembra que lá a corrente é terrível, lembra que até Ushuaia são, ainda, 120 milhas, lembra que ela tem muito pouco diesel,
lembra que chegar de noite na pequena baía é complicado, lembra que só há dois pontos de refúgio no percurso, lembra que ela não tem cabos de amarração suficientes, lembra..., lembra..., lembra...!!!!
 
Tá mas eu já telefonei hoje três vezes pra marina. Eles vão esperar, me garantiram. E se ela precisar de reboque o que eu faço? Já avisei a Marinha do Chile? Já avisei a Marinha da Argentina?
Mas e se eu não conseguir contato pelo Iridium? E não tô conseguindo, cacete... "...DENTRO DA BAÍA. 4 MILHAS..." ...Ufa, vou tomar banho, vou jantar, vou dormir...chega...por hoje!!!
 
Não terminou ainda. Bel ainda tem que subir o Atlântico, parar em São Francisco do Sul, no Museu do Mar, Rio, Paraty e depois subir o nosso Atlântico, atravessar o Atlântico Norte, entrar Mediterrâneo e finalmente concluir sua circunavegação em solitário. O que virá depois só os seus sonhos podem responder.

Por enquanto... o Horn ficou pra trás... virou história e... virou lenda! Virou um brinco, uma argola, na orelha esquerda que os ousados Cape Horniers tem direito a usar. Hoje, numa grande homenagem que ela fez, fui avisado que o par desse brinco será meu...
 
Pois é, ELA CONSEGUIU, NÓS CONSEGUIMOS. A Bel é a primeira CAPE HORNIER, em solitário do Brasil e nós estávamos lá. O BOTECO1 estava lá... e está lá em pensamentos, em vibrações, na torcida, no carinho...


 
 



 

   

free counters
 
Nós temos 94 visitantes online